Mapeando e desenvolvendo talentos com Nine Box

Com a escassez de profissionais de TI qualificados, gestores precisam aprimorar seus métodos de avaliação e desenvolvimento de talentos. Para isso, apresentamos neste artigo um método simples e muito funcional.

Como gestor, talvez você já tenha ouvido falar sobre a matriz de talento humano das 9 caixas, correto? Mas você sabe o que é exatamente? É uma das ferramentas mais usadas quando se trata de desenvolver e fazer crescer o capital humano dentro da empresa. Essa metodologia de análise foi desenvolvida por McKinsey e melhorada pela Companhia General Electric no final de 1960.

A matriz Nine Box consiste em nove quadrantes onde se localizam os integrantes da organização, dependendo de duas variantes fundamentais: desempenho e potencial. Esses atributos são medidos em uma escala de três níveis (baixo, moderado/médio e alto).

matriz-nine-box

Como pode ser observado na imagem, o desempenho é avaliado horizontalmente e o potencial de liderança verticalmente, tendo cada quadrante sua categoria.

Quadrante 1 – Alto Potencial
Melhor opção para posições de maior hierarquia. Apresentam altos níveis de desempenho e habilidades de liderança.

Quadrante 2 – Forte Desempenho
São colaboradores que mostram alto potencial, mas desempenho mediano. Precisam de motivação e desafios para se desenvolverem e saírem da zona de conforto.

Quadrante 3 – Forte Desempenho
Nessa categoria os colaboradores possuem alto desempenho e potencial mediano, precisam de motivação e eventualmente chegarão a ser bons líderes.

Quadrante 4 – Diamantes Brutos
São colaboradores com alto potencial, mas desempenho baixo, o que indica que podem estar em um posto de trabalho que não seja totalmente correto ou a cargo de um chefe que não tenha descoberto seu potencial. Nesse caso é recomendável manter comunicação e retroalimentação para guiá-los a obter bons resultados.

Quadrante 5 – Comprometidos
Nessa categoria o desempenho é excepcional, mas em questão ao potencial de liderança é baixo. Precisam ter seus esforços reconhecidos. Pode-se deixar os novos talentos nas suas mãos para que se desenvolvam e possam ser considerados para postos de liderança no futuro.

Quadrante 6 – Mantenedores
Os colaboradores desta categoria possuem potencial e desempenho medianos. Será necessário desafiá-los e motivá-los a dar o seu melhor para a empresa.

Quadrante 7 – Eficazes
Aqui se posicionam os indivíduos que mostram um nível de potencial baixo e um desempenho mediano, ou seja, cumprem as expectativas sem excedê-las.

Quadrante 8 – Questionáveis
São profissionais com potencial mediano, mas nível de desempenho baixo. É importante desenvolver a motivação e o compromisso desses profissionais, oferecendo-lhes desafios para que demonstrem sua capacidade.

Quadrante 9 – Insuficientes
Se na sua equipe de trabalho forem identificados colaboradores com baixo potencial e além disso, com desempenho abaixo do esperado, observe por determinado período os seus avanços e, se não forem satisfatórios, é possível que tenha que pedir-lhes para deixar a organização.

A matriz Nine Box facilita a comunicação entre os membros de uma equipe e seu supervisor, pois revela as necessidades para o desenvolvimento do seu colaborador. Além disso, permite uma avaliação precisa e objetiva ao calibrar critérios e expectativas. É muito útil para planejar o desenvolvimento organizacional, pois é possível traçar estratégias e escolher sucessores.

Viu só? É um método fácil e funcional para você potencializar sua equipe. A Prime Control é sua aliada para agregar rapidamente profissionais de alto desempenho. Conte com nossa consultoria em talentos e alocação de profissionais de TI.

Compartilhe...
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

CONTINUOUS TEST AUTOMATION - WHITE PAPER

Conheça uma abordagem ágil e escalável para seus projetos de automação de testes.

BAIXE O WHITE PAPER