Qualidade de software precisa superar o paradigma industrial

QA não é só otimizar processos e detectar bugs. Também é sua responsabilidade perseguir objetivos estratégicos do projeto e preocupar-se com a experiência final do usuário.

Qualidade de software não é apenas detectar e prevenir erros, mas também otimizar o processo de desenvolvimento, reduzir gastos desnecessários e buscar o sucesso do projeto em termos estratégicos para a empresa. Como exemplo, práticas ágeis, motivação de equipe e CMMI, mesmo sendo assuntos de áreas diferentes, todos são considerados para se implantar um modelo de qualidade de software. Práticas de qualidade devem estar presentes em todas as etapas, do planejamento à entrega.

Nas empresas, é comum que o desenvolvimento de software seja analisado e discutido de uma perspectiva industrial. Busca-se otimizar, medir e melhorar apenas o processo, com a premissa de que, como acontece com produtos físicos, um melhor processo resulte num produto melhor. Entretanto, isso muitas vezes acaba não ocorrendo. O processo pode estar bom e o software funcionando, mas isso não significa necessariamente que esteja bem construído, que permitirá crescimento em escala ou então que gere uma boa experiência para o usuário final. Desenvolvedores e testadores precisam ir além da mentalidade industrial e prestar atenção à finalidade de uso do software, à sua perspectiva de evolução e também aos objetivos estratégicos dos patrocinadores.

Cada software tem sua peculiaridade demandando ajustes nos esforços de QA. Para um aplicativos de celular, por exemplo, a usabilidade é essencial. Por outro lado, um e-commerce necessita responder bem ao picos de acesso, um aplicativo bancário precisa de segurança reforçada e para processos fiscais, confiabilidade é essencial. Para alcançar um nível de qualidade ideal, não adianta aplicar um modelo pré-pronto de testes. Em outras palavras, ver qualidade de software como a linha de produção de uma indústria de um único tipo de produto não vai garantir a qualidade. Uma boa estratégia de testes exige estudar os fatores externos e internos do desenvolvimento e estar continuamente alinhada aos fatores críticos de sucesso.

TESTES END-TO-END NO MUNDO SAP - WHITE PAPER

Testes em ambientes SAP implicam em utilizar um conjunto próprio de métodos e ferramentas que vão além do SAP.

BAIXE O WHITE PAPER