DevOps e Compliance: Como conciliar?

À primeira vista, as filosofias do DevOps e do Compliance parecem antagônicas: enquanto a primeira mira na qualidade e na agilidade abraçando a experimentação (e, portanto, as imperfeições e riscos), a segunda preza pela ordem, pela uniformidade e pela segurança (um possível obstáculo à agilidade).

Diferentes? Sim. Conflituosas em certos aspectos? Sem dúvida. Irreconciliáveis? De modo algum. Na verdade, fazer com que as equipes de DevOps e Compliance caminhem lado a lado e com sinergia é crucial para extrair o melhor que têm a oferecer.

Ordem e Competitividade

Se você acredita que o compliance é “caro”, imagine os custos do “não-compliance”. Multas (que não raro chegam a dezenas de milhares de reais), perda de confiança por parte do público, interrupção de operações e, em casos extremos, o próprio fechamento da empresa. A consolidação da LGPD abriu os olhos de muitos gestores para os perigos da não conformidade, deixando claro que o compliance não é opcional.

O DevOps também não é. Afinal, estamos falando de uma série de práticas que, comprovadamente, tornam as organizações mais competitivas ao elevar a rapidez de entrega e a qualidade dos softwares. Além disso, o DevOps colabora com a transformação digital dos negócios, ao organizar as operações, reduzir custos, encorajar a inovação, desfazer silos…

Lado a Lado

Em essência, não se trata de uma disputa entre conformidade nas operações e agilidade no desenvolvimento: trata-se de ter uma visibilidade ampla e contínua dos riscos ao negócio.

Para se alcançar isso, é crucial incorporar ao processo de DevOps um gerenciamento de riscos transparente e automatizado. Mas por onde começar? Por estas boas práticas:

  • Seja transparente: As equipes de DevOps precisam conhecer suas responsabilidades em relação a compliance; da mesma forma, as equipes de compliance precisam saber como suas demandas impactam o processo de desenvolvimento. Com uma comunicação eficiente e de mão-dupla, é possível equilibrar as ações dos dois lados;
  • Capacite: Ensine sua equipe de segurança sobre os processos de DevOps – é mais fácil proteger aquilo que sabemos como funciona. E incorpore a segurança aos treinamentos de desenvolvimento – isso ajuda a evitar riscos desnecessários mesmo durante os processos de experimentação;
  • Automatize: A automação ajuda a entender onde as vulnerabilidades se repetem e quais apresentam maiores riscos ao negócio; com esse conhecimento, desenvolvedores podem lidar com falhas mais rapidamente, sem atrasar os processos;
  • Monitore: Muitas organizações implementam múltiplas ferramentas de escaneamento ao longo do processo de DevOps. Porém, ao invés de trazer uma melhor cobertura, isso pode levar a uma sobrecarga de alertas, deixar gaps de segurança e dificultar os processos de análise. Daí a importância de se realizar um escaneamento de segurança integrado ao longo do ciclo de desenvolvimento, monitorando os problemas de maneira consistente e centralizada.

Naturalmente, essa harmonização do Compliance e do DevOps é um processo contínuo e que demanda tempo e dedicação. Os frutos, é claro, fazem o esforço valer a pena.

Quer levar a transformação digital para sua organização e elevar seus resultados a um novo patamar? Clique aqui e agende uma consulta com um de nossos especialistas.

ISG Provider Lens™ – Quadrant Report
Versão customizada do Relatório ISG Provider Lens™ Next-gen Application Development & Maintenance (ADM) Services 2021 – Brazil

Baixe agora mesmo

O ISG Provider Lens™ é um estudo que avalia pontos fortes e fracos de provedores de serviços, bem como sua posição no mercado em relação aos seus pares. Seu relatório fornece insights importantes para a escolha de parceiros. É a única avaliação de provedores de serviços do gênero a combinar pesquisas empíricas baseadas em dados e análises de mercado com a experiência e observações reais da equipe de consultoria global da ISG. A pesquisa cobre atualmente provedores que atendem EUA, Alemanha, Austrália, Reino Unido e Brasil.

Baixe gratuitamente agora mesmo